Éric Rohmer A respeito de ‘A Condessa De Hong Kong’, De

01 Mar 2019 18:24
Tags

Back to list of posts

<h1>Atr&aacute;s Da Porta Verde Ou ‘Prazer, Pazuzu’</h1>

<p>Lou dez anos depois em &quot;Temptation Inside Your Heart&quot;, som do Velvet Underground. E eletricidade tamb&eacute;m parece ter sido respons&aacute;vel pela fa&iacute;sca inicial que daria a partida pela carreira do cantor e compositor nascido no bairro do Brooklyn, em Nova York, a julgar pela biografia escrita por Bocrkis. Eletricidade seria ainda uma interessante caracter&iacute;stica na sonoridade dissonante do Velvet, a primeira banda importante na qual Reed tocou e que se tornaria uma das mais influentes pela hist&oacute;ria do rock. Noisey: Voc&ecirc; neste momento havia escrito um livro a respeito do Velvet Underground antecipadamente (Uptight, lan&ccedil;ado em 1983). Quando e por que voc&ecirc; decidiu publicar o livro sobre isso Lou Reed?</p>

<p>Victor Bockris: Eu conheci Lou em 1974 e me achei diversas vezes com ele no decorrer dos anos 70. Fomos amigos por um ciclo de por volta de 6 anos, e durante a minha vida escrevi v&aacute;rias vezes sobre isso ele. ORA&Ccedil;&Atilde;O DE SANTO ANT&Ocirc;NIO consigo escrever biografias sobre pessoas que eu conhe&ccedil;o pessoalmente. Se eu nunca descobri a pessoa ou n&atilde;o Como Arrumar Uma Namorada Pela Era Digital com ela n&atilde;o me sinto qualificado de fazer um excelente trabalho. Depois que acabei de terminar de escrever minha biografia sobre isto Keith Richards, em 1992, resolvi come&ccedil;ar outro livro. Deste jeito Lou Reed era um prazeroso candidato, de forma especial naquela data.</p>

<p>Fiz com enorme alegria, me diverti mais fazendo esse livro do que qualquer outro que eu escrevi. Eu neste momento n&atilde;o estava mais encontrando pessoalmente com ele, entretanto conhecia algumas pessoas com quem ele teve contato e foram essenciais pra sua carreira. Como Conquistar Um Homem Ou Mulher Do Signo De Virgem sendo foi uma boa data pra escrev&ecirc;-lo. Quanto tempo voc&ecirc; passou escrevendo?</p>
<ul>

<li>Arielle Kebbel</li>

<li>Andrea alegou</li>

<li>16 2 &quot;Dream Girls&quot; 2 de Fevereiro de 1989</li>

<li>&quot;Cada um Na sua Praia (BR)</li>

<li>27 de mar&ccedil;o de 2017 &agrave;s 23:17 / Responder</li>

<li>seis Principais formas de marketing direto</li>

<li>Mar&ccedil;o 201512</li>

</ul>

<p>O livro foi publicado na Inglaterra no fim de 1994 e nos Estados unidos no ano seguinte, logo foram 2 anos e meio trabalhando nele. Foi o mesmo tempo que passei fazendo o livro de Keith Richards, mesmo que eu tivesse passado bem mais fazendo o do Andy Warhol. Uma biografia &eacute; uma tarefa trabalhoso, pelo motivo de voc&ecirc; a todo o momento se pergunta qual ser&aacute; a forma do livro.</p>

<p>E em uma biografia o assunto argumentada a maneira, a maneira como voc&ecirc; ir&aacute; ler o livro. Sempre que voc&ecirc; coleta o equipamento e organiza as entrevistas, voc&ecirc; est&aacute; sempre guerreando com a charada como ir&aacute; publicar. Algumas das entrevistas te informam isto, j&aacute; que h&aacute; tantas vozes descrevendo a respeito, e voc&ecirc; come&ccedil;a a desenvolver uma esp&eacute;cie de sonoridade pr&oacute;pria, e cota da&iacute;.</p>

<p>Por&eacute;m 2 anos e meio &eacute; um per&iacute;odo razoavelmente veloz para digitar uma biografia extenso. Voc&ecirc; consegue se lembrar da primeira vez em que ouviu alguma m&uacute;sica do Lou Reed? Sim, foi no ver&atilde;o de 1967, eu estava de f&eacute;rias no Arizona e naquela &eacute;poca estavam tocando &quot;Heroin&quot; no r&aacute;dio.</p>

<p>Voc&ecirc; n&atilde;o espera que toquem uma m&uacute;sica desta maneira no r&aacute;dio, contudo eu ouvi e pensei que soava bastante como Bob Dylan, como algo do seu per&iacute;odo el&eacute;trico, que ainda era recente, contudo mesmo sendo assim tinha um som bastante distinto. E assim sendo eu fui para a institui&ccedil;&atilde;o de ensino no mesmo ano, e muitos estudantes estavam ouvindo os discos do Velvet.</p>

<p>Esses estudantes em geral eram o pessoal mais art&iacute;stico da faculdade, e eles tinham o primeiro disco, que tinha sa&iacute;do em mar&ccedil;o de sessenta e sete (The Velvet Underground And Nico), e foi a&iacute; que realmente me envolvi com o som. A Nova Face Da Imigra&ccedil;&atilde;o Nos 464 Anos De S&atilde;o Paulo mim se tornou uma m&uacute;sica muito emotiva, que me acompanhou no decorrer da exist&ecirc;ncia em diferentes per&iacute;odos. E depois veio a carreira solo do Lou Reed, que foi outra experi&ecirc;ncia totalmente desigual.</p>

<p>No entanto as ra&iacute;zes da minha descoberta definitivamente est&atilde;o ligadas ao Velvet Underground. Como era a experi&ecirc;ncia de v&ecirc;-lo ao vivo nesta &eacute;poca, voc&ecirc; se lembra da primeira vez que voc&ecirc; viu ele tocando? Voc&ecirc; tem que lembrar assim como que 1974, em Nova York, foi um ano primordial no qual a popula&ccedil;&atilde;o homossexual come&ccedil;ou a continuar mais em evid&ecirc;ncia. ], pelo menos no meio do rock, no momento em que escreveu can&ccedil;&otilde;es que apoiavam os gays em discos como Transformer.</p>

<p>Boa parcela de tua audi&ecirc;ncia era composta por gays e isto teve muito a enxergar com teu sucesso pela data. Por que voc&ecirc; descobre que nos anos 80 ele tentou se afastar de certa maneira nesse tipo de imagem? Foi uma data em que n&atilde;o apenas o som dele ficou mais comercial contudo ele bem como passou a renegar este tipo de conex&atilde;o com a cena gay e quota do teu trabalho anterior. Est&aacute; absolutamente justo o que voc&ecirc; est&aacute; comentando.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License